Notícias
O que deve saber sobre o mercado imobiliário
Notícias
Voltar \ Imóveis podem ser avaliados através de alternativas tecnológicas

Imóveis podem ser avaliados através de alternativas tecnológicas

30 mar 2020
Imóveis podem ser avaliados através de alternativas tecnológicas
Compra e venda
As recomendações para se manter uma distância social, devido ao Coronavírus, não está a parar as avaliações dos imóveis. As tecnologias podem ser a resposta.
A pandemia do Covid-19 provocou muitas mudanças no dia a dia das famílias, deixando em suspenso algumas decisões que já tinham sido tomadas. Mas nem tudo está congelado. Sabia que é possível avaliar a sua casa neste contexto de emergência nacional?
 
Se antes de ser acionada a emergência nacional tinha identificado a casa dos seus sonhos, mas ainda estava numa fase preliminar do processo, não desanime porque não significa que o processo terá de ser congelado.
 
No caso de precisar que a casa em questão seja avaliada para que o banco lhe apresente uma proposta final, saiba que é possível fazê-lo. O regulador deste setor, a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), já emitiu recomendações para que haja uma continuidade de negócio.
 
Desta forma, para que se cumpram as recomendações de entidades como a Direção Geral de Saúde, o regulador determinou que as “inspeções aos imóveis devem manter-se”, ainda que possam “recorrer a inspeções realizadas por terceiros, suportadas em alternativas tecnológicas para esse efeito”, explica a CMVM numa carta-circular com data de 25 de março. Estes “terceiros” serão os vendedores dos imóveis.
 
Uma das propostas é uma visita drive by, que passa pelo engenheiro continuar a deslocar-se até ao local onde fica o imóvel, avaliando as condições exteriores do edifício em causa.. O avaliador tira fotografias e percebe como está a estrutura do edifício.
 
Posteriormente, pede ao vendedor que faça uma videochamada do interior do imóvel. Assim, o avaliador terá acesso visual a todas as divisões do imóvel, podendo avaliar o mesmo. Além desta “fotografia”, o avaliador terá de ter acesso à “planta de arquitetura cotada ou à escala” e é com base nestes elementos que fará a avaliação do imóvel.
 
Dito isto, é possível avaliar-se um imóvel sem que o avaliador entre na casa em questão. As plantas e a videochamada serão suficientes para colmatar dúvidas.
 
 
Fonte: Sara Antunes "Doutor Finanças"
Veja Também